Skip Ribbon Commands
Skip to main content

Tranter FPSO crude cooling case history
Histórico de caso de resfriamento de petróleo bruto em FPSO. Faça o download do .pdf

Placas assimétricas e de fluxo a favor da corrente previnem a formação de cera no resfriamento de petróleo bruto

Oyo, uma FPSO (Floating Production, Storage and Offloading, Unidade flutuante de produção, armazenamento e descarregamento) é operada pela Bumi Armada no campo de Oyo na costa da Nigéria. O petróleo bruto do campo é caracterizado por um alto ponto de cera e uma tendência a incrustação inconveniente. O petróleo bruto tem uma temperatura de formação de cera a menos de 30 °C (86 °F), mas o petróleo bruto de Oyo forma cera a 37 °C (99 °F).

A Tranter, com conhecimento comprovado em aplicações a montante, propôs e forneceu uma solução eficiente e de baixo custo para evitar a incrustação e o baixo desempenho de aquecimento. A solução do Trocador de calor a placas e juntas da Tranter mudou o fluxo de contracorrente para a favor da corrente, empregando placas assimétricas para elevar a temperatura para 37 °C (99 °F), mantendo a vazão de design do processo sem formação de cera. As placas assimétricas induzem altas taxas de cisalhamento em ambos os lados do trocador Modelo GX-51 para evitar o acúmulo de camadas de incrustação. As duas unidades fornecidas à Oyo foram fabricadas com liga de titânio para resistir aos efeitos corrosivos da água do mar.

Tranter Plate Heat Exchangers for crude cooling 

A Tranter forneceu trocadores Modelo GX-51 para a FPSO de Oyo para resfriamento do petróleo bruto sem formação de cera.